DEPENDÊNCIA OU MORTE

7 de setembro, comemora-se a Independência do nosso País.

No ano de 1822 o Imperador D. Pedro I, revoltado com a pressão que vinha sofrendo, por parte da nobreza portuguesa, que queria destitui-lo da liderança do Brasil, resolve tomar uma atitude, em concordância com os seus comandados; e assim em retorno da cidade de Santos, ao chegar às margens do riacho do Ipiranga, proclama a independência com a seguinte frase: Independência ou morte, rompendo de vez, com esta atitude, seu relacionamento com Portugal.

Quero aqui, lembrar a todos, de um fato acontecido há quase dois mil anos, quando um verdadeiro Rei, que passou por tantas perseguições, chegando até a morte; e morte de cruz, tudo porque não quis se render às pressões impostas pelos religiosos do seu próprio povo, que não aceitou como aquele que veio para salvá-los da escravidão e do sofrimento.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3:16.

Mesmo assim, não deram crédito ao seu amor, entregando-o para morrer em uma cruz, sendo trocado por um malfeitor, chamado Barrabás.

“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome”;
João 1:11,12

Mesmo sendo rejeitado, Jesus deixou uma opção para todos nós:

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Mateus 11:28.

Jesus nos convida, até o dia de hoje para que venhamos a Ele, mas nos dá uma condição, para que possamos segui-lo:

“E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me”. Marcos 8:34.

No evangelho, segundo escreveu Marcos 16:15, Jesus dá uma ordem àqueles que são seus discípulos:

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”. Marcos 16:15,16.

Portanto, só há uma saída, para sermos salvos: Sermos totalmente dependentes de Deus!

Jesus nos deixou a saída:

                                                      DEPENDÊNCIA      ou         MORTE

                                                         SALVAÇÃO            ou      CONDENAÇÃO

 “Aquele que tem ouvido, ouça o que o Espírito diz à igreja”.

Deus abençoe!

Presbítero Aparecido Queiroz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *