Procurando Jesus!

Moço, eu venho de longe,
A procura de um homem
Que há muito ouço falar.
Dizem que muitos profetas,
Anunciaram sua vinda,
Para este mundo salvar.

Esse alguém que eu procuro
É aquele que isaías
Um dia assim falou.
Eis que uma virgem conceberá,
À luz um menino dará,
O qual será o Salvador.

Também o profeta Miquéias,
Inspirado pelo Espírito,
Um dia profetizou.
E tu, Belém de Efrata.
Posto que menor entre milhares,
De ti, sairá o Salvador.

Ouvi falar por meus pais,
Que há trinta e três anos atrás,
Um anjo assim proclamou.
Para uma virgem que dormia,
Que se chamava Maria,
Darás à luz O Salvador!

Também soube que José,
Seu esposo prometido,
Pensou deixá-la em segredo.
Mas o anjo então chegou,
Seu coração tranquilizou
Dizendo: Não tenhas medo!

Contando-lhe o que se passava,
Pra José, assim falava:
Não temas tomar Maria como esposa!
Troque por riso, este pranto,
Pois é do Espírito Santo,
Aquele que em seu ventre repousa.

E pra cumprir-se a Palavra,
Subiram: José e Maria,
Para a cidade de Belém.
E chegando a hora do parto,
Procuraram ali por um quarto,
Mas a resposta era: Não tem!

E andaram toda a cidade,
À procura de uma estalagem,
Mas, nenhuma encontrou.
Apenas uma estrebaria,
Para acomodar Maria,
E ali, nascer o Salvador.

Sei que mesmo sendo um Rei,
Nasceu em uma manjedoura,
E em sua vida sofreu.
Mas João Batista pregava:
Arrependeu-vos dos pecados,
Pois é chegado o Reino de Deus.

Também sei que desde menino,
Nosso Salvador querido,
Nas sinagogas ensinou.
E que há três anos atrás,
Para derrotar satanás,
Seu ministério começou.

Portanto, me diga agora!
Por favor! Não se demora,
Onde eu encontro Jesus?
Pois venho muito cansado,
E assim como os três reis magos,
Também procuro esta luz.

Mas o que está acontecendo?
Há tanta gente gemendo,
E por quê me trouxe até esta cruz?
E aquele alguém entre lágrimas,
Respondeu-me com voz calma,
Pregado ali, está Jesus!

E com ladrões ao seu lado,
Naquela cruz vi pregado,
Aquele que veio para salvar.
Foi traído e humilhado,
Pelo povo desprezado,
Mas não conseguiram o calar.

Jesus, da cruz foi tirado,
Para um túmulo levado,
Mas ali Ele não ficou!
Pois cumpriu-se a profecia,
E assim, no terceiro dia,
Meu Jesus ressuscitou.

E quando naquele dia,
Jesus para o Pai subia,
Ele nos falou assim:
Irei preparar morada,
Para a minha igreja amada,
E a buscarei para mim.

Portanto, querido irmão;
Não brinque de ser cristão,
Para que preparado esteja.
Jesus, em breve, buscará a noiva,
E se tens ouvido, então ouça,
O que o Espírito diz à igreja.

Autor: Aparecido Queiroz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *